As dinâmicas no trabalho - as configurações de equipes existentes na empresa

Bem vindos de volta a nossa série sobre team building. Estamos falando já há algum tempo sobre essa ciência que é montar equipes que vão trabalhar e funcionar bem juntas.


Vamos falar nesse texto um aspecto muito importante quando olhamos para o team building que é a essência de cada relação. Basicamente, existem duas tribos em cada organização: os líderes, que são os que tomam as decisões estratégicas e tocam o negócio, e os liderados, que são as pessoas que operam e dão todo o suporte à estratégia construída.


Falamos em outros momentos sobre o grande papel da liderança que tem a ver com serviço. É sobre servir com as melhores condições de trabalho aquelas pessoas que estão sob a liderança.


Olhando para essas essências, especialmente quando se olha para empresas grandes, existem três tipos de relações. A de líder com líder dentro de uma mesma organização. A relação líder com liderado, seja ela direta ou indireta porque existem várias lideranças podendo ser várias delas indiretas a algum liderado. E a última relação é a liderado com liderado.





A primeira delas de líder com líder precisa ter alguns aspectos. Primeiro, é necessário ter responsabilidade com os exemplos que são passados. Mesmo que não seja o líder de uma equipe que você pode se dar o direito de não dar um exemplo que seja coerente com a cultura e com o que é cobrado dentro da organização.


Dentro da camada de líder, é preciso ter um segundo aspecto que é a complementaridade construtiva. É necessário saber lidar com todas as diferenças de visão e de perspectiva que cada uma das lideranças coloca na mesa e é preciso construir a partir daí em geral duas visões vão poder se complementar mais do que substituir.


A relação líder com liderado é também uma relação de bastante responsabilidade porque o líder dessa vez demonstra um exemplo direto de serviço ao seu liderado. Um bom exemplo é uma forma de serviço, mas o líder tem que prover muito mais para o seu liderado.


Então é necessário prover um espaço seguro, tranquilidade para trabalhar e as melhores condições em processos, tecnologia e comunicação. O líder é responsável por pavimentar a estrada que o liderado irá passar.


E o liderado com liderado precisa ter uma perspectiva de colaboração. Existem várias pessoas que acreditam que para ascender na carreira é necessário fazer isso em detrimento de alguns colegas, quando, na verdade, o que o espírito do time pede é exatamente o contrário.


É saber que fazendo junto com os colegas consegue-se dar os próximos passos que o negócio vai precisar. Isso vale também para a estrutura de pessoas. Nos últimos dez anos nasceram dentro das organizações diversas novas posições e nos próximos dez, a tendência é que nasçam outras novas posições diferentes que hoje não existem.


Quando o time trabalha com colaboração, ele acaba por descobrir e acessar essas próximas posições e passos para não só o seu crescimento quando o da sua organização e time.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bem vindos de volta! Já estamos na reta final da nossa série sobre Team Building e se você não está acompanhando entre no nosso blog para ter acesso a todos os blogs posts que já saíram. E hoje o assu