Construindo sentimento de equipe, independente da sua função

Estamos aqui desde o início do ano para mostrar para você o porquê a palavra do ano é team building independente de você ser hoje líder ou não dentro da sua empresa.


Começando introduzindo como o motivo da palavra estar tão em alta esse ano. Depois falamos um pouco sobre a diferença entre grupo e equipe onde as partes juntas são maiores que individualmente.


E também falamos da criação de rituais de gestão como imersão, one-on-one, onboarding. Esses rituais vão ajudar a construir na sua equipe uma conexão maior entre as pessoas e poderá capturar esse valor que é intangível.


No artigo de hoje, vamos falar do nosso papel enquanto agente ativo na construção do sentimento de equipe e isso vale tanto para quem está em uma posição de liderança quanto para quem não está, mas quer ver a sua equipe alcançar o sucesso.







Falamos que o que define uma equipe é o entendimento claro de que a equipe possui um objetivo comum coletivo que é maior que todos os objetivos individuais. Quando se tem nitidez a esse respeito e se consegue enxergar o objetivo maior da equipe, se consegue também trazer nitidez para qual que é o papel de cada integrante dentro do todo.



Individualmente, enquanto parte dessa equipe, o que é necessário para fazer a equipe chegar no resultado esperado? É muito importante ter nitidez no papel que será exercido porque quando não se tem, provavelmente essa pessoa irá atrapalhar mais a equipe do que de fato ajudar. Mas para conseguir ajudar com eficiência é necessário entender o papel de cada parte.


Fazendo uma analogia com o esporte isso fica ainda mais claro. Por exemplo, imagina um líbero no vôlei querendo cortar e atacar. Se o papel do líbero é defender, então no momento que ele começar a atacar, esse atleta vai não só deixar uma posição em aberto como vai pegar uma posição que outra pessoa já está pronta para essa exata função.


Quando pegamos esses exemplos que são mais visuais e que contrastam bastante fica mais simples de pensar que um jogo desses não iria funcionar e durante o nosso dia a dia e na equipe de trabalho vão ter vários casos de pessoas serem líberos, mas querendo jogar no ataque e vice versa.


E porquê isso acontece? Porque a pessoa não tem nitidez do seu papel enquanto parte de uma equipe. Então o primeiro passo para se ter em mente é ter o entendimento de qual é o próprio papel, além de saber qual é o papel de cada pessoa da equipe em que está. Sabendo disso, é muito melhor de entender como se pode ajudar e ser melhor como colega para os companheiros de trabalho.


Se todo mundo possui a visão 360 dentro da equipe para fazer pelo o outro o que ele precisa dentro da sua função, ao mesmo tempo que deixa ele fazer o que é necessário tendo autonomia para atuar, o foco vai ser maior e o resultado vem de acordo com o esperado. Mas para isso, todos precisam saber bem onde trabalhar para que o objetivo coletivo seja alcançado.


Você sabe a diferença entre uma pessoa empregada para uma pessoa empregável? Uma pessoa empregada possui um contrato de emprego, o que não necessariamente a tornará empregável. O que a torna empregável é ela ter construído com outras pessoas exatamente o senso de equipe, porque em outras oportunidades as pessoas que fizeram parte dessa equipe vão validar e se lembrar daquela que já fez parte do time.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bem vindos de volta! Já estamos na reta final da nossa série sobre Team Building e se você não está acompanhando entre no nosso blog para ter acesso a todos os blogs posts que já saíram. E hoje o assu