Entendendo as dinâmicas de trabalho

Atualizado: 14 de jan.

Em um primeiro momento, tratamos sobre como formar um time. Pontuamos que formação de time não é necessariamente começá-lo do zero. Mas toda vez que alguém precisa sair do time ou outras pessoas passam a fazer parte, o time passa por um processo de formação.


Parece um pouco estranho, certo?


Mas vamos partir do seguinte raciocínio: cada pessoa tem uma personalidade e um background próprio. Já o grupo, é formado por diferentes pessoas e passa a ter uma cultura e um consciente de grupo formado A PARTIR dos indivíduos do grupo.


Isso significa que, quando um indivíduo entra ou sair do grupo, toda a dinâmica do grupo é transformada. Simplesmente porque o grupo já não é mais o mesmo!


Mas em suma, o que é a dinâmica do grupo?


Geralmente, um grupo é orientado por dois tipos de regras: as regras explícitas e as regras implícitas! E ambas definem sua dinâmica.


As regras explícitas são aquelas definidas formalmente e vale para todo o time. Geralmente são as boa práticas de um manual de cultura, ou as orientações de quais comportamentos representam os valores do grupo, ou do negócio! Lembrem que valores são orientadores de comportamento!


Já as regras implícitas, são regras que são formadas a partir das dinâmicas de grupo não verbalizadas. Elas têm mais ligação com as pressupostos formados por um grupo que bebe da cultura há mais tempo e entende como as relações entre si se desenvolvem. Sabe quando você está junto com seus melhores amigos e você sabe exatamente o que irrita algum deles ou qual tipo de reconhecimento gera um grande impacto? Essas são percepções implícitas!





Alinhar um grupo sobre sobre dinâmica usando as regras explícitas é um processo formal, é um processo de repetição de valores e alinhamento constante!


Porém, quando a equipe sofre uma mudança em sua composição, são justamente nas regras implícitas que temos um maior desafio:


quais serão as novas regras implícitas desse novo grupo, agora que uma nova pessoa faz parte? Aqui, alguém pode pensar “a pessoa só precisa seguir as regras explícitas e o negócio vai dar certo. Quem liga para essas regras implícitas?”. Para esse tipo de pergunta, nossa resposta é: para um grupo qualquer pode ser que você esteja certo, mas se você almeja que seu time desempenhe em alta performance, é imprescindível um entendimento profundo sobre o que gera COESÃO do time.


Dicas para regras explícitas: desdobre os valores do negócio ou do grupo em comportamentos. Quais são desejáveis? Quais não são aceitáveis? Qual a dinâmica de trabalho de vocês? Quais boas práticas para transparência. Etc, vai tão longe for sua preocupação em gerar alinhamento!


Dicas para regras implícitas: coexistam! Vivam de verdade as relações entre vocês e entendam que a dinâmica do seu time ou do seu novo time são únicas e há grandes chances de vocês tirarem grandes proveitos dessa relação. Mas não tem segredo: voltando ao e-mail anterior, é a partir da CONEXÃO VERDADEIRA e de tempo de qualidade entre vocês!


Abraços!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A pandemia nos fez reformular e acelerar vários de nossos processos e atividades no mundo corporativo. E o resultado disso ainda estamos colhendo. Para demonstrar como esse processo acelerou uma onda

As organizações nunca foram tão exigidas no sentido de mudanças, são cada vez mais frequentes e cada vez mais rápidas. Esse desafio organizacional, na prática, se resume ao quanto se aprende rápido em

As redes de apoio são consequência natural da existência de qualquer grupo formal, seja uma empresa, uma equipe de trabalho, um clube, uma igreja, uma família, um condomínio. A aproximação circunstanc